[estudo para dobrar o azul]

Foto: Lígia Rizzo

Participei, como artista-residente, do projeto Situ[ações] (contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2013) do Núcleo Aqui Mesmo e nesse encontro criei a dança site-specific/in situ: [estudo para dobrar o azul], nas rampas de acesso ao Terminal Barra Funda.

 

Tendo então o espaço da estação e sua lógica que acaba por ofuscar olhares e percepções poéticas; essa proposição é uma tentiva de desviar estes olhares, roubando-os por instantes para outras percepções, provocando-os ludicamente para outras possibilidades de apreensão sensível dos acontecimentos.

Busquei despertar no público uma redescoberta e uma reinvenção crítica do automatismo emque ele está inserido.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now