O projeto iN SAiO 10 Anos CONVIDA comemora os 10 anos de trajetória da companhia com diversas ações pela cidade. A iN SAiO entende que estamos vivendo um período onde, cada vez mais, é necessária a formação de redes de atuação. Só no encontro podemos nos fortalecer. Então, esse projeto pressupõe convite, encontro, reencontro e rede em todas as ações. Brasil, São Paulo, 2019/2020. Acompanhe a programação!!

https://www.facebook.com/events/576233763132445/

 

3 ou my body is in tumulto na Mostra Mergulho Abissal da iN SAiO Cia. de Arte

3 é um programa performativo para falar primeiro e pensar depois, uma ativação e uma partilha de imaginários.

Ou, como my body is in tumulto, é um adeus à linguagem e uma tentativa de alimentar a ficção com questões reais;

um pouco de passado, um pouco de futuro.

Trabalho em processo que quer ter uma estrutura precisa e exata, ainda que possa e até deseje, implodir.

A gravidade afeta todos os nossos tecidos, desde os fluidos que preenchem as nossas células e que circulam pelo corpo até os nossos  órgãos, ossos, nervos e pele. 

Esses afetos são como uma rede de eventos; se alterarmos (mesmo que mentalmente ou emocionalmente) esses eventos ou a nossa relação com eles, nossa comunicação com a gravidade também se altera.

 

Os encontros são um convite para investigar esses eventos e afetos a partir de práticas de movimento e do Body Mind Movement.

Investigaremos quais são relações possíveis entre continente (estrutura - esqueleto) e conteúdo (volume - órgãos) e como podemos criar relações impossíveis entre eles.

Experimentar e degustar a gravidade ativamente, provocando novas negociações entre o corpo e a força peso.

 

4 encontros independentes

Oferecemos uma bolsa para um participante negrx e uma outra para um participante trans.
Os demais interessados podem se inscrever através do nosso sistema de contribuição consciente em três faixas de valores (valor por encontro):

Valor solidário 15,00
Valor ideal 25,00
Valor com apoio para bolsistas 35,00 – Nesta faixa, uma parte do valor será revertido para custear novas bolsas

Os encontros acontecerão nos dias 30/10, 06, 13 e 20/11, sempre às quartas-feiras das 10h às 12h na CASA PALCO. As inscrições podem ser realizadas através do e-mail: producaodomeio@gmail.com

https://www.facebook.com/events/524181281462764/?event_time_id=524181284796097

Oct 22, 2019

19h no Centro de Referência da Dança (São Paulo)

Bocuda no Festival dança à deriva

Artistas e companhias da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru e Uruguai apresentam seu trabalho autoral em mais uma edição do Dança à Deriva 2019 – 6ª Mostra Latino-Americana de Dança Contemporânea. O evento acontece de 16 a 27 de outubro, no Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo (CRD SP) e é coordenado e idealizado pela produtora e ativista cultural Solange Borelli. Toda a programação é gratuita, com ingressos distribuídos com 30 minutos de antecedência.

A programação da sexta edição do evento conta com 28 espetáculos; três laboratórios imersivos; uma mostra de vídeos e o 1º Fórum Atos Conspiratórios – Poéticas em Tempos de Anarquismo.

Aqui a programação toda da mostra: https://www.facebook.com/events/3078194918918643/?event_time_id=3078194922251976

Programação do dia  22 de outubro (terça-feira):
*17H30 – “Z.I.G.O.T.O – Primeira Célula De Um Novo Ser”, De Patrícia Pina (Brasil)
*19h – “Bocuda”, De Nina Giovelli (Brasil)
*19h50 - “Suelta Su Piel Cuatro O Mas Veces”, De Agrupación Crisálida (Argentina)
*20h30 – “Ficción”, Da Soma - Compañia Danza Contemporánea (Argentina)

Aug 17, 2019

Pra Ficar Junto - Nina Giovelli e Larissa Ballarotti

Nos dias 17 e 18 do mês de agosto, o mês cachorro louco/apocalipse solar, chegada da Nina, despedida do inverno e quiçá da nossa amada Capital 35 ( !!! tudo muda, não sabemos!), recebemos na casa as bocudas, abomináveis & ítalo-descendentes Larissa Ballarotti e Nina Giovelli pra dividir uma noite, viver um lance, compartilhar experiências, conversar, se ver, ter com a gente e por pra jogo seus trabalhos. A casa abre às 19h, esperamos vocês!

O Pra Ficar Junto é um contexto de sociabilidade disparado através do compartilhamento de trabalhos em arte, culinária e festa. A curadoria de Marina Matheus e Rafael Limongelli convida o público e artistas para criar novos vínculos, a fim de conectar e alargar os espaços entre nós. Nesse contexto, abrimos a casa com um convite para uma co-responsabilização financeira entre público e atividade cultural, um investimento político e afetivo em novas possibilidades de trocas econômicas.

>>>Pra Ficar Junto
17/08 às 21h
e 18/08 às 20h

Abominável
Larissa Ballarotti

Bocuda, every now and then [ensaio aberto]
Nina Giovelli

***Casa aberta às 19h com comidas e bebidas a venda
Entrada flexível
Valor sugerido: R$ 30,00

Estamos na Rua Capital Federal, 35 - Perdizes - São Paulo / SP

Aug 18, 2019

Pra Ficar Junto - Nina Giovelli e Larissa Ballarotti

Nos dias 17 e 18 do mês de agosto, o mês cachorro louco/apocalipse solar, chegada da Nina, despedida do inverno e quiçá da nossa amada Capital 35 ( !!! tudo muda, não sabemos!), recebemos na casa as bocudas, abomináveis & ítalo-descendentes Larissa Ballarotti e Nina Giovelli pra dividir uma noite, viver um lance, compartilhar experiências, conversar, se ver, ter com a gente e por pra jogo seus trabalhos. A casa abre às 19h, esperamos vocês!

O Pra Ficar Junto é um contexto de sociabilidade disparado através do compartilhamento de trabalhos em arte, culinária e festa. A curadoria de Marina Matheus e Rafael Limongelli convida o público e artistas para criar novos vínculos, a fim de conectar e alargar os espaços entre nós. Nesse contexto, abrimos a casa com um convite para uma co-responsabilização financeira entre público e atividade cultural, um investimento político e afetivo em novas possibilidades de trocas econômicas.

>>>Pra Ficar Junto
17/08 às 21h
e 18/08 às 20h

Abominável
Larissa Ballarotti

Bocuda, every now and then [ensaio aberto]
Nina Giovelli

***Casa aberta às 19h com comidas e bebidas a venda
Entrada flexível
Valor sugerido: R$ 30,00

Estamos na Rua Capital Federal, 35 - Perdizes - São Paulo / SP

apresentação da performance Bocuda de Nina Giovelli  no Planalto - Festival das Artes 

dia 21/05/2019 em Moimenta da Beira, Portugal

A Inestética vai acolher no Palácio do Sobralinho 5 performances desenvolvidas no âmbito da segunda edição do Programa Avançado de Criação em Artes Performativas (PACAP2), organizado pelo Forum Dança, Lisboa, com curadoria de Sofia Dias & Vítor Roriz.

14 e 15 Março, 21:30 
Bilhete: 5€ | M/18 anos 
Performances de Elena Bastogi, Nina Giovelli, Tamara Catharino, Tatiana Bittar e Arianna Aragno

Mais informações e reservas em www.artesnopalacio.com/2019/performances-pacap-2/

Bocuda, de Nina Giovelli no âmbito de PACAP 2

Espaço Alkantara, Lisboa (PT)
22 FEV 21h
23, 24 FEV 19h
Duração: 40 min


“Bocuda/Big Mouth é um devaneio pré-linguagem de um corpo com desejo de constante atualização.
Parte da pergunta "'o que faz o corpo reagir com prazer e/ou insurreição?" e explorando as relações entre o que acontece dentro e fora do corpo.
Um programa performativo para falar primeiro e pensar depois, para ativar e partilhar imaginários; uma composição entre realidade palpável, memórias e imaginação.”

Ficha Artística:
Criação e Interpretação: Nina Giovelli
Som: Nina Giovelli e Otávio Carvalho
Music: Total Eclipse of the heart (Bonnie Tyler)
Acompanhamento Artístico: Sofia Dias & Vitor Roriz
Direcção Técnica: Zeca Iglésias

PACAP 2 - Programa Avançado de Criação em Artes Performativas

PACAP -  EDIÇÃO 2 

Setembro 2018 - Março 2019, Fórum Dança (Lisboa, PT)

Curadoria de Sofia Dias & Vítor Roriz

 

A segunda edição do PACAP é um convite ao fazer, porque é no fazer que nos encontramos e onde se tornam claras as nossas intenções e desejos. É um convite à falha porque a falha é condição indissociável do fazer e do risco que é imaginar e especular a partir da nossa experiência parcial do mundo. E é um convite à vulnerabilidade, à exposição, a pôr-se em perigo e a percorrer um limite, porque são qualidades de qualquer lugar de criação e também daquele que pretendemos para o PACAP.​

Neste lugar de criação, mais do que manifestar uma essência, vamos procurar os meios para revelar experiências, pesquisando a tensão entre forma e conteúdo, entre o universal e o particular, entre o pessoal e o partilhável, entre o subjectivo, o discurso e a linguagem. Neste lugar não há expectativas sobre a eficácia enquanto qualidade de um processo, da mesma forma que desconfiamos do consenso como objectivo para os seus resultados. Porque é suposto falhar sempre algo, haver um desequilíbrio, estar “um pouco ao lado”. Porque é na falha e no que falta que se amplia a percepção e se dá lugar ao outro. E no PACAP estar com o outro, criar com e a partir do outro são pressupostos para falhar com mais estrondo e convocar um ligeiramente diferente no modo como fazemos e pensamos a criação artística.​

Com um enfoque sobre as metodologias de criação e os formatos de apresentação, o PACAP 2 procura acompanhar cada participante na pesquisa e experimentação de uma ideia ou material coreográfico até ao momento da sua apresentação pública.  

Assim, vamos testar diferentes modos de passar à acção ou de tradução do desejo em matéria.

Vamos privilegiar a relação com o imaginário - a combinação de experiências, leituras, imagens, sensações e “coisas” em efervescência na nossa mente/corpo que determina muitas das nossas escolhas quando criamos uma obra e que é talvez o que nos resta de mais íntimo.

Vamos explorar as relações de interdependência entre a pesquisa individual e as formas de relação com o público: Que formato escolhemos para apresentar a pesquisa? Ou a que formato conduz a pesquisa? E como é que o formato de apresentação informa e influencia a direcção, a dramaturgia e a metodologia de criação?​​

Vamos atravessar a prática e o pensamento de um grupo eclético de coreógrafos, encenadores, cenógrafos e performers que têm como denominador comum a curiosidade e a necessidade de invadir e testar diferentes modos de fazer, pensar e comunicar.

Vamos poder trabalhar e apresentar as pesquisas individuais e colectivas em diferentes locais (teatros, galerias, ateliers, bibliotecas, salas de ensaio, black box, etc.) procurando diversificar as relações com o espaço, o tempo e o observador.​

ARTISTAS, PROFESSORES, CONVIDADOS

Mário Afonso, Sónia Baptista, Neil Callaghan, Francisco Camacho, Alex Cassal, Liliana Coutinho, João Fiadeiro, Francisco Frazão, Philipp Gehmacher, Jared Gradinger, Luís Guerra, David-Alexandre Guéniot (Ghost), Miguel Gutierrez, Christiane Jatahy, Nádia Lauro, Vera Mantero, João dos Santos Martins, Sofia Neuparth, Inês Nogueira, Miguel Pereira, Paulo Pires do Vale, Tiago Rodrigues, John Romão, Vânia Rovisco, Jonathan Saldanha,Teresa Silva.

Em Fluidos e a Voz, aprendemos a anatomia do mecanismo vocal e princípios básicos da produção vocal, no contexto de suporte para a corporificação do sistema dos fluidos. A voz pode ser vista como o nosso quinto membro, pois tem a capacidade de alcançar, defender, acolher, e trazer para si, da mesma forma que nossas mãos. Corporificar a nossa voz permite a liberdade de nossa expressão e refinamento de nossa comunicação com outras pessoas no campo pessoal e profissional. Os fluidos, um dos sistemas de comunicação do corpo, também mediam os processos de transformação, de saúde, de decadência, morte e renascimento. No curso são trazidas técnicas de toque, de movimento e de estudo observacional para trabalhar cada um dos principais fluidos do corpo, que são: intersticial, de transição (fluido que passa pela membrana celular), intracelular, sangue, linfa, cerebrospinal (liquido cefalorraquidiano) e sinovial. 


info: https://www.facebook.com/events/558798741151285/

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now